sábado, 30 de julho de 2016

Quase que do nada

E pode chorar
Quem um dia imaginou
que aquele vendaval que invade o coração
sublime e sem perdão
não deixaria sequelas

Tudo o que aconteceu
pode não ter sido planejado
mas posso dizer?
existem forças que nos alimentam e vêm de qualquer lado

O tempo, o espaço, o agora
fazemos tudo para nos completarem
outra vez eu digo, quase que do nada
eu estou bem
estou feliz

Meu coração sorri
e está acompanhado

3 comentários: